Doenças Urológicas | PEDRA NOS RINS OU CÁLCULOS RENAIS

O termo “pedra nos rins” comumente utilizado na comunidade é sinônimo de cálculo renal ou nefrolitíase. No entanto, esses cálculos podem estar presentes em qualquer órgão do aparelho urinário e não apenas no rim; então, além desse órgão os cálculos podem estar localizados no ureter, na bexiga e na uretra. Eles são geralmente formados no rim ou na bexiga, quando estão no ureter é porque o cálculo migrou e devido ao seu tamanho não alcançou a bexiga para ser eliminado.

Sabemos hoje que a formação de cálculo está principalmente relacionada a uma predisposição individual ou familiar associado a fatores ambientais como alimentação e ingestão de líquidos. Estima-se em 5 a 20% o risco de formação de cálculo em algum momento da vida e para quem já apresentou cálculo risco de 50% em desenvolver outro em 5 anos. A formação de “pedra no rim” pode ocorrer em qualquer idade, desde crianças até em idosos, tanto no homem quanto na mulher, porém é mais freqüente no homem.

As pessoas que apresentam cálculo nas vias urinárias podem ficar assintomáticas, apresentar dor esporádica ou episódio freqüente de cólica renal. Tudo isso vai depender principalmente do tamanho e localização do cálculo.

A presença de cálculo nas vias urinárias independente de apresentar dor ou não está relacionado principalmente a maior freqüência de eventos como infecção urinária, hematúria (sangue na urina) e perda da função renal, ou seja, até com perda completa do rim envolvido.

Uma vez diagnosticado a presença de litíase urinária esses riscos devem ser avaliados e proposto tratamento que pode ser observação, medicação ou cirurgia.

Para pacientes formadores de cálculo está também indicada avaliação metabólica com exames de urina e sangue com objetivo determinar a provável alteração que predispõem a formação de litíase; podemos então fazer uma intervenção na prevenção de novos cálculos com dieta e associação de medicamentos.

 

Referencias bibliograficas:

- GUIA PRATICO DE UROLOGIA – SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIA