Dicas

CÁLCULO RENAL OU PEDRA NOS RINS

CÁLCULO RENAL OU PEDRA NOS RINS

O termo “pedra nos rins” comumente utilizado na comunidade é sinônimo de cálculo renal ou nefrolitíase. No entanto, esses cálculos podem estar presentes não apenas no rim; mas podem estar localizados no ureter, na bexiga e na uretra. Sabemos hoje que a formação de cálculo está principalmente relacionada a uma predisposição individual ou familiar associado a fatores ambientais e estilos de vida como alimentação e ingestão de líquidos. Estima-se em 5 a 20% o risco de formação de cálculo em algum momento da vida e para quem já apresentou cálculo há um risco de 50% em desenvolver outro em 5 anos. A presença de cálculo nas vias urinárias está relacionado a maior frequência de eventos como infecção urinária, hematúria (sangue na urina) e perda da função renal, ou seja, até com perda completa do rim envolvido. Para pacientes formadores de cálculo está também indicada avaliação metabólica com exames de urina de 24 horas e exames de sangue com objetivo determinar a provável alteração que predispõem a formação de cálculo; podemos então fazer uma intervenção na prevenção de novos cálculos com dieta e associação de medicamentos.

As modificações do estilo de vida podem diminuir a recorrência de cálculos nas vias urinarias. Medidas simples e saudáveis como maior ingesta liquida para que a urina esteja sempre clara e transparente, maior ingesta de frutas como a laranja, o limão e a tangerina que contem citrato, um protetor contra formação de cálculos. Além disso um consumo menor de alimentos com sódio (sal, alimentos ou temperos enlatados ou engarrafados), e uma ingesta menor de proteína animal como leite e derivados, ovos e carnes são medidas que podem evitar o primeiro episódio ou mesmo a recorrência de nefrolitiase.

Referência bibliográfica:

- GUIA PRATICO DE UROLOGIA – SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIA